Primórdios

Pérsia

Código de Hamurabi (2150 a.c)
“Se um construtor ergue uma casa para alguém e seu trabalho não for sólido e a casa desabar e matar o morador, o construtor será imolado".

Fenícia

Inspetores amputavam a mão do fabricante do produto (defeituoso) que não estivesse dentro das especificações governamentais (500 a.c)‏.

Império Romano

Roma não era um centro industrial nem uma grande cidade comercial, mas sim um centro financeiro.
A economia do Ocidente permaneceu sobretudo agrícola, por meio de grandes propriedades.
Era no Oriente onde o comércio dominava .

Idade Média

Obtida a liberdade, as cidades passavam a ser governadas pelos setores mais enriquecidos do comércio e da manufatura, que organizavam seus setores e propiciavam o desenvolvimento econômico dos centros urbanos.

Cada setor artesanal organizava-se de acordo com sua especialização (ferreiro, alfaiate, marceneiro, etc.), constituindo corporações de oficio (também conhecidas como guildas ou grêmios). Sua função era evitar a concorrência e, por isso, fixavam os preços dos produtos e os salários, controlavam a qualidade e a quantidade das mercadorias.

Revolução Industrial

Em função do aumento da produção e do consumo, houve o crescimento tanto em tamanho quanto em número da empresas.

* Substituição das práticas empíricas de administração da produção, e

* Aumento da eficiência e competência das organizações no sentido de obter melhor rendimento possível dos seus recursos e fazer face à concorrência e competição que se avolumavam entre as empresas.

PRODUÇÃO EM MASSA DE BENS MANUFATURADOS

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License